domingo, 17 de abril de 2016

Guerra Mundial Z

     Assisti ontem ao filme Guerra Mundial Z, filme de apocalipse zumbis estrelado por Brad Pitt. Normalmente eu não gosto de filmes e jogos de zumbis, por achar os vilões, muito limitados, física e mentalmente, sem habilidades e sem carisma, tendo que se valer puramente de números, algo extremamente bem aproveitado no filme. Entretanto, em alguns casos, surgem exceções à essa minha regra, muito bem vindas por sinal.
     Guerra Mundial Z foi uma destas exceções. A obra tem como enredo um apocalipse zumbi derivado de uma doença misteriosa que surgiu do nada. Cabe ao agente da ONU, Gerry Lane, interpretado por Pitt, buscar informações que possam revelar à cura da doença de modo a salvar sua família e o mundo.
     O filme utiliza, como dito anteriormente, muito bem a questão numérica dos zumbis. O clima é tenso e empolgante, sendo que me lembrou muito jogos de Survivor Horror. Além do clima criado, a confecção de armas, a necessidade de andar em stealth para não ser visto, o cuidado em não fazer barulho são alguns dos fatores comuns entre o filme e os jogos e o que possibilitou esta minha grata surpresa.   
     Apesar de se basear em zumbis, o filme Guerra Mundial Z se mostrou uma grata surpresa para mim misturando um filme de ação com elementos dos jogos. Um filme recomendado para fãs do gênero, tanto de filmes como dos games, e para aqueles que, não curtem, mas que podem se surpreender.
     Para mais informações sobre os termos gamers citados dê uma olhada na nossa Gamerpedia e sobre o filme é só clicar no link do IMDB: http://www.imdb.com/title/tt0816711/?ref_=fn_al_tt_1
     Saudações gamers 
___________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança
  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +

Nenhum comentário:

Postar um comentário