sexta-feira, 8 de abril de 2016

Inveja no mundo dos jogos

     Ontem vi algo que me incomodou profundamente. Hackearam o twitter da Cjbr. Apesar de, infelizmente, não conhecer o EngLeo pessoalmente acompanho seu trabalho há anos e fiquei pensando, que a chance de ser algum invejoso pelo sucesso dele é grande. Comecei, então, a lembrar de várias mensagens ofensivas que já vi com outros youtubers como BRKsEDU e o Zeh, por exemplo e comecei a filosofar sobre a questão da inveja não só no mundo dos games, mas na sociedade como um todo.
     É comum ver pessoas menosprezando o trabalho e as conquistas alheias por inveja e para não se sentirem diminuídas. Claro que, no Brasil, muitas pessoas como políticos, a maioria pelo menos, e algumas celebridades, se tornam ricos e famosos por meio escusos e questionáveis, mas isso não quer dizer que todos que obtiveram sucesso, seja pessoal, financeiro, acadêmico, etc, sejam assim. Temos muitos guerreiros, que lutam contra várias dificuldades atrás de seus sonhos. O EngLeo citou a luta da família dele no vídeo especial de 1 milhão. Outra pessoa é o Everaldo Marques, que já contou sua história, da sua origem humilde até a realização do seu sonho de ser narrador de esportes.  
     Existem sim pessoas que trapaceiam para vencer na vida, pelo menos é isso que eles pensam, mas há os batalhadores, que infelizmente são minoria, que conseguem as coisas por meio de esforço e dedicação. Antes de sairmos ofendendo e menosprezando os outros devemos conhecer sua história e suas lutas. Claro que muitos aumentam suas proezas para se destacarem, mas com um senso crítico é possível identifica-los e achar a verdade. 
    É comum, ao invés de se esforçar, diminuir os outros. Para que se esforçar se podemos ficar curtindo a vida rebaixando os outros? É com essa mentalidade medíocre que o país que tinha tudo para ser potência continua a ser pobre, e isso permanece nos seus quase 516 anos, para deixar bem claro antes dos debates políticos começarem.
     Mas voltando aos games, dizer que alguns só tem sorte, que outros são bons porque não fazem nada da vida, que trapaceiam entre outras coisas não te fará um jogador melhor. Claro que existem pessoas que se enquadram nessas críticas, mas felizmente não são todos. Existem aqueles que treinam em cada segundo livre, que organizaram o tempo para conseguir isso ao invés de ficar chorando que tem azar na vida e dizer como sofre e, neste caso, ao invés de rebaixá-los deveríamos aprende com eles, conselho que se estende para todas as áreas não só os gamers, buscando assim nos melhorar. Agora se você se enquadra no grupo da trapaça e da vagabundagem, ainda tem tempo para mudar. Você não está vencendo e sim se derrotando. Você pode ser melhor sem usar truques.  Acredite em si mesmo.
    Enquanto formos invejosos seremos medíocres. Devemos melhorar sempre, aprendendo com nossos erros e com o das outras pessoas, juntamente com seus acertos, ao invés de rebaixa-los de modo a satisfazer nosso ego.
      Saudações gamers     
___________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança
  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +

Nenhum comentário:

Postar um comentário