segunda-feira, 18 de abril de 2016

O save e o tempo

     Durante a minha infância, se alguém quisesse zerar um jogo precisava jogá-lo durante horas, já que os jogos não salvavam, em sua maioria. Nesta época, no meu caso, o cronograma, de forma muito resumida, era assim: ir à escola de manhã, almoçar, fazer a lição de casa e jogar videogame. Assim feita minha obrigação, poderia jogar durante a tarde toda, o que vinha a calhar na busca de zerar um jogo. 
     Com o tempo as obrigações foram aumentando o que inviabilizaria essa mecânica, caso não surgissem formas de salvamento. Assim comecei a questionar como o save facilitou a vida dos gamers, não só no jogo em si, mas em termos temporais. 
     Para uma pessoa que trabalha e/ ou estuda, o tempo é muio mais limitado, o que exige melhor administração de tempo de modo a achar momentos de lazer, algo imprescindível para o ser humano viver uma vida equilibrada, além dos já conhecidos e pouco aplicados, boa alimentação, prática de exercícios e demais hábitos saudáveis. No caso do videogame, se o save não existisse, seria muito difícil para alguém com essa vida, zerar um jogo, o que, provavelmente, desmotivaria os jogadores e, assim, o videogame correria risco de deixar de existir ou seria somente destinado a crianças ou pessoas com muito tempo livre. Porém o save surgiu, o que gerou, além de enredos mais detalhados e demais vantagens técnicas, aos gamers ferramentas que permitiram a mais pessoas, de varias idades e ocupações, esse hobby.
     Dessa forma, alguém com pouco tempo poderia jogar um pouco e salvar em seu momento de lazer ao quando surgisse um tempinho livre universalizando assim a prática deste hobby e enfraquecendo ainda mais a teoria, antiquada e preconceituosa, de que games são para crianças e vagabundos.
     Realmente o save grou uma revolução nos videogames e, por vários motivos, os gamers agradecem.
     Saudações Gamers
___________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança
  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +

Nenhum comentário:

Postar um comentário