segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Final Fantasy X: nossa experiência

     Apesar de ser um gamer das antigas, daqueles que jogava Nintendinho e que viu a história dos games acontecer, tendo só perdido as duas primeiras gerações, existem jogos que eu ainda não joguei, pelos mais diversos motivos. Mudança de gosto, falta de conhecimento, não ter encontrado o jogo, já que era mais difícil comprar games do que hoje, ou por qualquer outra razão. Felizmente, com o tempo é possível preencher estas lacunas no meu currículo gamer. Foi isso que aconteceu quando joguei Final Fantasy X.
     Joguei a versão remasterizada para PS3 deste clássico de Playstation 2 e, por incrível que pareça, devo admitir, foi o primeiro jogo que joguei desta saga tão marcante. Que bom que temos tempo para corrigir nossos erros. Sinceramente adorei o jogo. Para quem curte RPG é obrigatório. O único ponto negativo, pelo menos para o meu bolso, é que fiquei com vontade de jogar outros títulos da saga, mas, do mesmo jeito que nos interessamos pelas outras obras de um autor quando lemos um de seus livros, ou de um diretor com um filme, assim fazemos com os games. Em todos estes casos a questão é trabalhar mais para poder adquiri-los.
     O jogo conta a história de Tidus, o protagonista que pode ter seu nome alterado, que, depois de um encontro com o grande, em todos os sentidos, inimigo do jogo, o Sin, acaba parando em outra dimensão, tempo-espaço, ou semelhante que não entrarei em detalhes para não spoilar. Lá ele conhece outras pessoas que tem como objetivo final acabar com o grande monstro já citado em busca da Grande Calma, a paz mundial, por assim dizer. Obviamente, muitas coisas ocorrerão no caminho, mostrando uma trama mais elaborada, com conflitos, reviravoltas, alguns atos esperados e assim por diante.
     O game é um RPG em turnos, aquele em que, ao encontrar um adversário, entramos em um combate onde cada um tem um movimento a fazer, assim como um jogo de xadrez, também usando de estratégias e habilidades, sem falar dos ataques de forma a vencê-los. Temos uma boa gama de inimigos, alguns simples outros de combate difícil. Após vencermos um combate ganhamos experiência e com ela pontos para serem usados para evoluir as habilidades de nossos personagens.
     O jogo é longo, principalmente se você buscar realizar todas as missões. Admito que algumas delas não me agradaram, muito menos me animaram, outras já foram mais interessantes. Não completei o jogo no 100%, nem pretendo, pois como disse, não me animei com algumas missões, mas essas são minoria. No geral me animei muito jogando esse jogo, apesar de um início meio parado, falarei disso em outro texto, mas depois virou um vício, nos moldes dos games, como já explicado.
     Que bom que pude corrigir meu erro e finalmente jogar um jogo da saga Final Fantasy. Até agora foram mais de 160 horas de diversão, com vitórias, derrotas, frustrações, conquistas e assim por diante, algo comum nos jogos, e por que não dizer, na vida. No caso de Final Fantasy X, um clássico que merece ser jogado, para os amantes do RPG, e uma boa pedida para aqueles que querem começar a jogar esse gênero.
     Saudações gamers
______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança
  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +

Nenhum comentário:

Postar um comentário