domingo, 2 de outubro de 2016

A BGS, o público cadeirante e uma reflexão

     Algo que me chamou a atenção na BGS de 2016, como já comentei, foi a presença de muitos cadeirantes. Independentemente da polêmica gerada e comentada em outro texto, foi bem legal ver o público de pessoas em cadeira de rodas jogando videogames.
     Ao ver isso comecei a refletir. Em um país que vive de futebol, em que homens de sucesso são os que praticam o esporte em alto nível, mas se você não o faz, salvo exceções, não é reconhecido, mesmo sendo hiper graduado, inventor de remédios e tratamentos, pesquisador internacionalmente renomado, grande atletas de outros esportes, etc. deve ser ainda mais difícil não poder mexer as pernas e, como o investimento e a divulgação do esporte paralímpico também são pífios em comparação ao que poderia, e deveria, ser, o problema se torna ainda maior.
     Apesar deste cenário triste, que espero e luto para melhorar, ao ver aqueles jovens jogando videogame pensei que, pelo menos esta diversão lhes é possível. E digo mais: por meio desta ferramenta é possível para eles ter o gostinho de jogar o nosso esporte nacional.
     Mais do que um hobby, o videogame pode ser um bálsamo, algo que dá esperanças e alegrias para aqueles injustamente ignorados, aqueles que vencem batalhas todos os dias, mas que, mesmo assim, são considerados inferiores, como se não fossem humanos e sim, uma forma humanoide de pena concentrada. Fiquei muito feliz de ver isso, de ver como os games podem ser inclusivos, salvo os preços altos. Quem sabe o videogame não seja mais um meio para acabar com estas fronteiras entre nós, claro que, para isso, seria necessário que os preços no Brasil abaixassem e que a infraestrutura melhorasse, aumentando o número de jogadores e não criando uma nova fronteira baseada no dinheiro, mas isso poderá ser assunto para outro texto. O importante é que vi pessoas com dificuldades físicas tendo uma grande alegria e me esforçarei ao máximo para aumentar o número de pessoas que possam viver a mesma sensação de felicidade.
     Saudações gamers e vamos respeitar nossos heróis 
______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança
  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.


Nenhum comentário:

Postar um comentário