sexta-feira, 21 de outubro de 2016

O novo console da Nintendo

     Foi lançado ontem o trailer do novo console da Nintendo, o Nintendo Switch, antigamente conhecido como Nintendo NX. Algo que podemos afirmar é que, com toda a certeza, este é o console mais versátil que já existiu, já que ele é de mesa e portátil com várias formas de jogar.
     Os rumores se confirmaram em quase tudo, inclusive que a nova plataforma usará cartuchos/ fita, em uma versão atual em cartões de memória. O trailer também mostrou futuros lançamentos como o novo Zelda e o novo Mario, algo que estávamos esperando.
     Após ver alguns vídeos comentando o assunto, alguns pontos me chamaram a atenção. Algo que o BRKsEdu falou foi o foco em um público mais velho, de pessoas jovens e não crianças, no trailer, a aparente nova ênfase da Nintendo no E-sport, algo que está vindo com força e que as empresas do setor devem prestar atenção e o grande número de parceiros do console, isso no que diz respeito a jogos multiplataforma. Acho todas estas iniciativas muito bem vindas.
     Agora algumas dúvidas permanecem. Qual será a potência do console? Será que a programação dos jogos será fácil, viabilizando os jogos multiplataforma e sendo atraente para as empresas que os fazem? O controle Pro virá junto ou será comprado separadamente? Teremos que esperar mais notícias ou o lançamento em março de 2017 para sabermos.
     Sinceramente eu gostei do console. Estava com pé atrás com esta história de ser híbrido, mas me pareceu que ficará bom, mesmo para aqueles, como a maioria dos brasileiros, que não sairão na rua com um console caro na mão. Para o console ser um sucesso, penso que deverá ter um bom hardware e programação fácil para as empresas criarem, ou adaptarem, jogos para serem jogadas nesta plataforma, além de um preço competitivo. Além disso seria de grande importância que o controle pro, usando a terminologia do WII U, viesse com o console, de modo a incentivar os jogadores hardcore. Falando neles, a ideia de ser também um controle portátil, pode ser bom para este público. Quem, em meio a um jogo viciante, não teve que parar para ir a um compromisso chato? Com este console, a pessoa poderá continuar a jogar aquele mesmo jogo onde for, claro que isso depende da bateria.
     Pensando em termos de potência, espero que ele seja comparável a nova geração, porém, do jeito que vão as coisas, logo podem lançar, caso ele seja inferior, uma versão pro, scorpio ou seja lá o nome que for para indicar um mesmo console turbinado, mas isso já foi comentado em outros textos. 
     Quanto aos periféricos, acho que o Nintendo Switch talvez reconheça os controles do WII e WII U, assim como o leitor de movimento. Isso é um achismo de minha parte, mas acho que poderia ter, pelo menos neste sentido, retrocompatibilidade. Assim ficaria como as concorrentes, sendo um acessório, mas existindo esta opção. Outro ponto importante é o lançamento de um periférico que permita jogar os jogos de seus antecessores ou, provavelmente a melhor opção, o relançamento dos sucessos do WII U, principalmente, para o novo console. Apesar do fracasso do antigo console, bons jogos foram lançados e seria uma pena que eles sofressem o mesmo destino do WII U. Pensando nisso, a utilização dos antigos acessórios ganha força. 
     Uma preocupação que tenho é se o Nintendo Switch não vai canibalizar as vendas dos portáteis da Nintendo, que, no setor, dominam o mercado. Mas, como dito, temos que esperar para ver.
     Mais uma vez a Nintendo inova, trazendo novos conceitos para o mundo dos games. A dúvida é se, desta vez terá sucesso. Como amante dos games torço para que dê certo. A comunidade gamer perderia muito sem a empresa do Mario. Para ter sucesso, o Nintendo Switch precisará, ao meu ver, ter uma boa potência gráfica e um bom hardware, jogos multiplataformas e uma fácil programação de modo a estimular estes, ter um controle pro junto com o console, além de uma nova visão da empresa, mais aberta ao resto do mundo, mas sem perder suas origens, como a Lego fez. Quanto a isso tivemos bons indícios no trailer com um público mais maduro e o E-sport, agora é ver se na prática será isso mesmo. Cabe a nós, gamers, esperarmos o lançamento em março de 2017 e ver se este novo console irá vingar, ou se será mais uma decepção. Torço muito para que a primeira opção ocorra.
     Saudações Gamers 
     
______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança
  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

Nenhum comentário:

Postar um comentário