quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Separação do Brasil?

     Ontem vi uma reportagem no Jornal da Cultura sobre grupos que querem fazer plebiscitos para separar o seu estado do Brasil. Focando na minha terra, São Paulo, os argumentos são de que as visões políticas são diferentes, que o estado é responsável por 40% do PIB sem falar que é o que mais contribui em termos fiscais. Será que valeria a pena sair do país Brasil e se tornar um país independente São Paulo?
     Se isso ocorresse, os paulistas não mais poderiam ter o orgulho de dizer que são conterrâneos de gênios como Machado de Assis, Graciliano Ramos, Guimarães Rosa, Castro Alves, Gonçalves Dias, etc; não poderíamos nos orgulhar da cultura do Bumba meu boi e do frevo, nem teríamos em nosso território o Pantanal e a Amazônia, com suas respectivas faunas e floras exuberantes. Em termos de games e youtubers, não poderíamos mais ser da mesma nação de Mih, the Joker, Zeh, True gamer, Guilherme Gamer, Solange do The vlog Games, nem do Zangado. Realmente, por tudo que foi dito e muito mais, não podemos sair da nossa pátria amada e idolatrada.
     Ao meu ver, estes movimentos separatistas atuais, são como jogar um game usando todos os códigos possíveis, conhecido também como trapaça, aqueles em que nos tornamos imortais, temos todos os poderes, se for um jogo de tiro, temos todas as armas e munição infinita, personagens com cabeça grande e o que mais der na telha. Digo isso, pois, ao invés de enfrentarmos os problemas, buscamos formas mais fáceis e imediatistas. No curto prazo pode até ser divertido, mas no longo fica uma sensação de vazio, de missão incompleta. 
     Cada estado tem sim diferenças regionais e são elas, somadas, que formam a nossa cultura maravilhosa e rica. Como ficar sem o acarajé, o cupuaçu, o churrasco gaúcho? Não é possível. Alguns podem dizer que, ao nos separarmos, deixaríamos de ter relação com muitas tranqueiras como alguns dos políticos mais corruptos , mas continuaríamos tendo os nossos. Ao invés de buscar formas fáceis, devíamos buscar a forma certa, com responsabilidade, punindo os corruptos, vangloriando os honestos. Ao invés de buscar atalhos, nos esforçarmos para melhorar nossas falhas e completar de fato a jornada. 
     É conhecida a frase "dividir para conquistar" e, no mundo dos games, vemos isso a toda hora, sendo os desgarrados punidos com a derrota. Não vamos cair nesta ilusão. Continuaremos firmes e unidos, não nos digladiando com bobagens e ideias separatistas e sim nos esforçando para melhorar toda a equipe. Tanto nos videogames como no basquete vale a máxima que um jogador pode ganhar um jogo, mas só uma equipe pode ganhar campeonatos.Vamos superar as dificuldades e melhorar como um país unido e não como um bando de estados separados. Todos ganham com isso.
     Saudações gamers

______________________________________________________________________
     A NGC quer saber sua opinião. Ela é importante para nós. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Juntos somos mais fortes.
     E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.
     
  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +

Nenhum comentário:

Postar um comentário