segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

O bom, o mau e a sociedade feia

     Após assistir ao vídeo de Natal do EngLeo da Cjbr, não resisti e precisei escrever este texto para dizer a minha opinião. Só para situar ele fez uma reflexão sobre como é fácil substituir uma pessoa má, assim como corrupto e demais mazelas de caráter, mas que os bons são insubstituíveis, completando que existe uma tendência humana em encontrar falhas de caráter na pessoa que até então era boa. É como foi dito no filme Batman: o cavaleiro das trevas, ou a pessoa morre como herói ou vive até virar vilão. Adorei esta reflexão.
     É comum vermos, quando uma pessoa é boa, uma busca implacável para encontrar um passado sujo, um leve desvio moral e assim por diante. O exemplo dado pelo Leo foi ótimo. É como aquele estudante que só tira nota boa. Enquanto isso ocorre ninguém dá bola, mas no momento que ele, por algum motivo, tira uma nota ruim, todos começam a falar que ele não é tudo isso, que ele é péssimo e assim por diante. Secretamente, a grande maioria da classe torce pelo fracasso deste indivíduo de modo que ele chegue no nível dos demais. Uma outra opção é que todos se esforçassem e buscassem melhorar, mas isso dá muito trabalho então é melhor secar o gênio, não é?
     Quando falam disso sempre penso na Sandy, a cantora. Sempre foi uma pessoa responsável, preocupada, que se importava com a família. O que muitos considerariam um bom exemplo. Mas, ao invés de elevarem estas qualidades buscavam falhas de caráter, leves escorregões de modo a denegri-la e quando estas surgissem virariam motivos de chacota. Por outro lado vemos milhares de celebridades que são péssimos exemplos, com extravagâncias, egoísmo, interesses, mas estas são louvadas, endeusadas, reverenciadas. Dei este exemplo, mas temos muitos outros de pessoas más amadas e boas perseguidas. E depois perguntam porque o país não vai para a frente.
     Ninguém é perfeito. Todos falham e cometem erros, mas, apesar de nunca chegarmos à perfeição, temos que buscar sermos sempre melhores, diminuindo nossas fraquezas e incentivando nossas qualidades. Do mesmo modo, devemos inverter a mentalidade vigente e começar a criticar os maus e louvar os bons. Devemos parar de sermos cúmplices de crimes apoiando ou se calando perante atos errados, mas que alguns consideram comuns como dirigir depois de beber, colar nas provas, comprar produtos piratas, dar suborno, usar o "você sabe com quem está falando" e assim por diante. Somente combatendo estas pequenas corrupções e que faremos um país menos corrupto. Vamos parar com esta caça aos podres dos bons e sim buscarmos sermos como eles, quem sabe até superando as falhas destes. 
     Nosso mundo pode não ter heróis perfeitos, sem nenhuma falha de caráter como em livros e quadrinhos, mas isso não significa que devemos desistir de buscar a evolução contínua, tanto moral, como social, política e semelhantes. Somos críticos com os outros, principalmente com os bons, atrás de falhas de caráter, mas agimos da mesma forma com nós mesmos? O dia em que a resposta for verdadeiramente um sim o Brasil e seu povo serão de fato relevantes e farão a diferença no mundo.
     Saudações gamers
__________________________________________________________________
     A NGC quer saber sua opinião. Ela é importante para nós. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Juntos somos mais fortes.
     E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.
     
  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +

Nenhum comentário:

Postar um comentário