quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Multiplayer local: espécie em extinção

     Com o desenvolvimento da internet e da melhora de conexão entre os consoles o multiplayer online cresceu absurdamente. Graças a isso pessoas do mundo inteiro podem se divertir juntos jogando seus jogos favoritos. Em um mundo de novos muros artificiais, está aí mais uma prova do desejo coletivo de conhecer novas pessoas, novas culturas e de que somos todos iguais, com gostos semelhantes, podendo se divertir com outras pessoas independentemente da cor de pele, país de origem, religião, opção sexual, etc. 
     O ponto negativo do crescimento da jogatina online é que as empresas tem abandonado o clássico muliplayer local e acho isso um pecado. Cada vez menos temos jogos com esta função, reduzindo o modo para mais de um jogador quase que exclusivamente pela internet. Sinceramente acho que os dois poderiam coexistir. Com certeza é muito prático marcar com os amigos de jogarem online ou de conhecer novas pessoas dessa forma. Isso é inegável. O ponto que não concordo é este desprezo, por assim dizer, do modo a se jogar com mais de uma pessoa em um mesmo ambiente. 
     Já disse que sou um gamer das antigas, mas quando era menor, o dia que reuníamos um ou mais amigos para jogar era SENSACIONAL. Um jogo multiplayer era uma festa. Pura diversão. Depois, quando os consoles passaram a aguentar 4 controles, principalmente graças ao Nintendo 64, não era mais necessário revesar o controle. Agora era possível que todos jogassem ao mesmo tempo, salvo se o grupo fosse maior de 4 pessoas. Era incrível. Em termos de games alguns dos melhores momentos da minha vida foram no multiplayer local, onde fazíamos estratégias em tempo real, trocávamos informações, trabalhávamos em equipe ao mesmo tempo que ríamos com as brincadeiras, apontávamos na tela de onde viriam inimigos e semelhantes.
     Não sou contra o multiplayer online, muito pelo contrário, só acho uma pena que as empresas estejam abandonando o modo local, fazendo com que este entre na lista de espécies em extinção. Entendo a questão de custos, espaço em disco e demais assuntos administrativos e técnicos, mas algo tão clássico e tão incrível não poderia ser perdido. Desda primeira geração temos o multiplayer local, onde era possível jogar Pong com um amigo, por exemplo, e tirar isso dos games, assim como frases do tipo, "Na minha casa eu sou o player um", sem falar da reunião de amigos ao meu ver é uma perda inestimável. Vamos ver se o multiplayer local resistirá aos novos tempos ou se será extinto, sendo possível apenas para os que guardarem consoles antigos.
     Saudações gamers
__________________________________________________________________
     A NGC quer saber sua opinião. Ela é importante para nós. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Juntos somos mais fortes.
     E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.
     
  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +

Nenhum comentário:

Postar um comentário