segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Humor negro e a liberdade de expressão

     Na atualidade é comum, infelizmente, uma confusão entre liberdade de expressão e humor negro. Algumas pessoas não veem problema neste tipo de humor, outros são completamente contra em uma cruzada do politicamente correto em que todo tipo de possível ofensa seja proibida. Nesta briga vemos comediantes sendo processados, youtubers sendo chamados de fascistas e anti-semitas, pessoas sendo chamadas de racistas e homofóbicos e discussões sobre o que é certo ou não dizer, até onde vai a liberdade de expressão e assim por diante. Vamos por partes.
     Quanto ao humor negro, é uma forma de humor, assim como existe a comédia pastelão com suas tortas na cara. Eu particularmente não gosto muito de nenhuma das duas, mas sei de pessoas que gostam. Apesar de não gostar, sou completamente contra à proibições de programas e processos a comediantes que utilizam esta vertente da comédia. Para mim é bem simples. Se eu não gosto, não vou assistir e pronto, mudo de canal e sigo em frente com a minha vida, da mesma forma que faço o mesmo com programas no estilo pastelão ou de outros gêneros que não gosto. Quanto à possibilidade deste humor politicamente incorreto gerar preconceito, acho bem difícil, pois todos estes programas e shows são para maiores de 14 anos, ou seja, já existe uma formação mínima do ser humano, uma noção do que é certo e errado, ou seja, com esta idade já dá para saber o que é ou não preconceito e que ele é errado. Portanto não vejo disseminação de ódio. Se não gosto de novela, mudo de canal, por que aí seria diferente?
     Quando era pequeno era comum escutar piadas de português. Sou descendentes de lusitanos e nunca me ofendi com as piadas, sabendo que não passavam disso, piadas. Sabia muito bem que o povo português não era ignorante e que tudo não passava de uma ironia contra os nossos colonizadores e uma diferença na forma de pensar, só isso. Já no caso da pessoa realmente se sentir ofendida penso que a conversa é o melhor dos caminhos. Se alguém se sentir agredido com alguma piada, entre em contato com a emissora do programa, o comediante e assim por diante e faça sua reclamação, de forma educada, deixe de assistir ao programa e continue sua vida. 
    Quanto à liberdade de expressão a coisa fica mais séria. Vamos para a Constituição. Segundo ela temos sim liberdade para dizer o que quisermos, PORÉM, devemos nos responsabilizar por aquilo que foi dito, resumindo, grandes poderes trazem consigo grandes responsabilidades. Quer fazer uma piada, deixe claro o que está fazendo. Quer chamar uma pessoa de ladrão publicamente, então tenha provas, para não gerar calúnias, o que é crime. Se você tem uma suspeita de que alguém, digamos um político, é corrupto e irá dizer isso em um jornal, mas não tem como provar, deixe claro que isso é o que você acha e não uma afirmação. Mas no caso específico do humor negro, como é óbvio que se trata de uma comédia, de piadas, fica óbvio, se analisar o contexto, que é uma brincadeira e não uma declaração. Já vi vídeos em que youtubers gamers fazem piadas com religião, apesar de não ter gostado de algumas era cristalino que não passava de uma piada simplesmente, mas isso não impediu uma enxurrada de comentários ofensivos, desejando até a morte do youtuber. Vamos analisar a imagem completa e não só uma parte.
      Um programa conhecido pelo seu humor negro é South Park. Não curto o programa e por isso não me interessei em jogar o jogo Stick of Truth. Assisti a alguns vídeos sobre ele e não gostei das piadas, então simplesmente não comprei e para por aí. Sei, por exemplo que o show, assim como o game, faz algumas piadas com judeus, porém, sei também que o criador da série é desta fé, ou seja, fica claro que não passa de piadas e não um ataque anti-semita.
     Temos de parar com esta cruzada do politicamente correto e analisar o contexto em que as frases foram ditas. Se, ao fizer isso, você se sentir ofendido, converse com o responsável e chegue a um acordo. Se for um programa de TV pare de assisti-lo simplesmente. Cada um tem direito a ter um gosto e uma opinião, seja humor negro, comédia pastelão, drama e assim por diante. Respeite as opiniões dos outros e tenha em mente o contexto em que as frases são ditas. Você não precisa, nem deve ser ofendido, mas também precisa entender o outro lado e saber diferenciar o que é ofensa do que não é. E lembre-se, em caso de conflito, converse.
     Saudações gamers
__________________________________________________________________
     A NGC quer saber sua opinião. Ela é importante para nós. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Juntos somos mais fortes.
     E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.
     
  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +

Nenhum comentário:

Postar um comentário