segunda-feira, 17 de abril de 2017

Mais terrível que a ficção, a realidade

     Hoje li uma reportagem sobre os dez castelos com fama de serem os mais assombrados do mundo. Depois de uma foto da construção, uma pequena história é contada, esta real, que originaram as lendas e mitos sobre as assombrações. Ao ler a história em si, mais uma vez percebi que a realidade é muito mais terrível que a ficção. Enquanto contos de almas penadas vagando pelos corredores ou vivendo no calabouço não me impressionaram tanto, as de pessoas sendo queimadas vivas por suposta bruxaria, empalamento de inimigos, possíveis pessoas que foram enterradas vivas e muitos outro massacres, por outro lado me incomodaram. Por pior que possa ser a ficção, seja nos filmes de terror, livros do gênero e jogos desta temática com personagens consagrados como Freddy Krueger, Jason, Nêmesis, Cabeça de Pirâmide, Pennywise e muitos outros, nada se compara com o ser mais terrível, o homem.
     O ser humano tem o poder de fazer coisas incríveis e belas, mas também de terrores inimagináveis e são estes o que mais assustam. O maior medo das pessoas não é o do monstro dos filmes e sim que ele seja como um ser humano cruel, algo terrível de carne e osso que faz maldades muito superiores aos ditos monstros. Comparado com o poder destrutivo do primeiro, estes são meros filhotes dóceis.
     Por mais que campanhas sejam feitas dizendo que os games e demais formas de mídia possam alterar as pessoas levando-as para o mal, isso não é tão perigoso quanto assistir a um telejornal contando os massacres na Síria ou em outro país em guerra, um documentário sobre os nazistas ou a ditadura na América Latina ou, os piores de todos, os programas policiais e sensacionalistas. Se a ficção teria o suposto poder de estimular a violência, assunto mais que rebatido em muitos textos nossos, imagine o poder da realidade? Acha que o vampiro, a múmia ou o brinquedo possuído são terríveis? Olhe o que os supostos "homens de bem" fazem, sejam eles o líder político ou o herói nacional.
     Por mais terrível que a ficção pareça ela não é nada comparada com a realidade, sendo que a primeira, ainda por cima, é uma mera fantasia, já a segunda... Apesar de todo este terror, não podemos viver à margem da realidade, mas sim filtrar de modo a não nos deprimirmos. Além disso, devemos dar mais ênfase às coisas boas da vida e às grandes criações humanas e não aos seus atos cruéis, pois o homem é este ser estranho e extremo que vai da grande bondade ao ápice da crueldade. Vamos tentar ser do primeiro tipo. Para aqueles que gostam da temática de terror, assim como eu, continuem nos filmes, livros e jogos, porém, se você é daqueles bem hardcore e quer um livro que seja realmente de terror, compre um livro de História.
     Saudações gamers
      
__________________________________________________________________
     A NGC quer saber sua opinião. Ela é importante para nós, então faça seus comentários e converse conosco pelas redes sociais. Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Com um simples clique, você nos ajuda muito e muda o seu país. Compartilhe nosso material  e divulgue nosso trabalho. É simples, não custa nada e fará uma grande diferença. Juntos somos mais fortes.
     E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido, prático e seguro.
     
  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +

Nenhum comentário:

Postar um comentário