quarta-feira, 26 de julho de 2017

O dilema do ator

     A profissão de ator exige que a pessoa encarne uma pessoa diferente, sendo que, muitas vezes com uma personalidade completamente oposta da do profissional. Alguns, os maiores em sua profissão, fazem mais do que isso e vivem o personagem intensamente, pensam como ele pensaria, agem como ele com tal intensidade no palco, no set de filmagens e demais espaços para mostrar sua arte que nós, público, começamos a sentir raiva, medo, alegria, inveja e demais sentimentos humanos. Para ser grande um ator não pode ser apenas o fulano representando o personagem tal, mas ser o personagem durante determinado tempo. 
     Todos os que gostam de teatro, cinema, dublagem, pois também é necessário viver o personagem nesta arte, sabem este que chamei de o dilema do ator, onde, para ser grande ele precisa deixar de ser ele mesmo por um tempo. As pessoas que conseguem tal feito são idolatradas, respeitadas, premiadas e com toda a razão. Não é nada fácil esta tarefa, a arte de atuar. Contudo, quando encontramos na rua alguém que fez Rei Lear, não pensamos nele como um cara enlouquecido, também não ficamos com medo de lidar com a atriz que fez Lady Macbeth, temendo que ela seja calculista e terrível, assim como quando encontramos alguém que fez Iago em Otelo. Falando nele, uma vez assisti uma montagem desta obra de Shakespeare onde o ardiloso vilão era fito por Francisco Brêtas, o dublador do Hyoga de cisne de Os Cavaleiro do Zodíaco. Se eu o encontrasse na rua, não ficaria com medo dele armar planos para incitar ciúmes em um ardiloso plano, assim como não espero que ele me ensine dar um ataque pó de diamante. O mesmo vale para o cinema. Se um dia eu conhecer o Anthony Hopkins, não vou sair correndo achando que ele me matará e comerá meu fígado com um delicioso Chianti. Tudo isso pelo simples fato de saber que, fora do seu espaço de atuação, todos estes artistas são pessoas normais e, não é porque encarnam vividamente um personagem durante o período de tempo em que estão trabalhando ou mesmo se divertindo, pois é sim possível se divertir com seu trabalho, que mudarão completamente de personalidade no mundo real, por assim dizer. É claro para todos que, por mais terrível que seja um personagem em um palco, isso não significa que o ator que o faz seja assim, pois se isso fosse verdade, o teatro seria proibido, algo que até já tentaram fazer no passado. Agora pergunto: se sabemos que o ator, por mais que viva, pense e aja como um personagem terrível está atuando, ou seja, trabalhando, e que isso não significa que ele seja assim na vida real ou ficará assim após a peça, por que tem tanta gente que acha que, ao jogar videogame a pessoa se tornará uma bandido, um assassino, um marginal? Será que alguém que joga videogame chega ao ponto de encarnar o personagem, assim como os atores? Acho que não. Então, se tal lógica fosse verdadeira, não seriam os atores os perigosos? Felizmente não pensamos assim em relação à arte de atuar, pois perderíamos muito da nossa cultura e da arte como um todo. Será, então, que, visto isso, não está na hora de parar transformar os games no vilão da vez e começar a ver como ele realmente é, uma forma de diversão e arte, ou mesmo um emprego, assim como a arte de atuar?
     Saudações gamers

Promoção de parceiros
Ricardo Eletro  

Perfumaria Desconto de 10% no CUPOM = 9466-46E5-C31E-DD5A
Perfumaria Desconto de 20% no CUPOM = 9466-46E5-C31E-DD5A

Livraria Cultura

20% de desconto na compra de qualquer livro em pré-venda do link CUPOM=PREVENDA20

_________________________________________________________
     A NGC quer saber sua opinião. Ela é muito importante para nós, então faça seus comentários e converse conosco pelas redes sociais. Ajude-nos a melhorar a comunidade gamer do Brasil e o país como um todo. Com um simples clique, você nos ajuda muito e pode gerar grandes mudanças. Compartilhe nosso material e divulgue nosso trabalho. É simples, não custa nada e fará uma grande diferença. Juntos somos mais fortes.
       Não conhece NADA sobre games? Fique tranquilo. Dê uma olhada na sessão tutorial de nosso site que explicamos o básico e, com o tempo, você pegará o jeito. Conheça este novo universo e sua relação com diversas áreas como arte, cultura, esportes e muito mais. Gosta destes assuntos? Então venha conosco.
     E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site e realizar suas compras com segurança, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido, prático e muito seguro.
     
  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +

Nenhum comentário:

Postar um comentário